Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, BELO HORIZONTE, Sagrada Família, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, Spanish, Arte e cultura, Casa e jardim
MSN - reginasugayama@hotmail.com



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
eu pinto e bordo!! ou... o lado (não tão) oculto de regina sugayama


Mi casa es su casa

Eu adoro a América Latina, sonho conhecê-la inteira ainda nesta encarnação... e, dentro do que já conheço, eu diria que o México é o lugar que mais me encantou, por suas cores, por sua comida, por sua música e por sua gente. Achava muito gracioso, muito kawaii, quando era apresentada a alguém e a pessoa dizia "mi casa es su casa". Bem, queridos amigos, ainda não terminei de decorar o apartamento com tudo o que pretendo fazer, mas o cantinho de vocês já está pronto. Venham visitar. Mi casa es su casa.

Cortina de algodão e xitão (made by myself), gravura com cena da vida em algum lugar perdido na América Latina (gosto de pensar que seja no México), fotos de viagens tiradas por mim (Suriname, Malásia, México, Guatemala), meu pai (Xingu), Eduardo Bocchese (Egito). A manta sobre o sofá-cama veio da Guatemala (amo de paixão), as almofadas brancas são pintadas à mão (MG) e as de xitão foram feitas por mim. As duas ocarinas foram presentes do Adalecio (MT) e o peixinho também (CE) que, na verdade serve para prender cangas mas eu acho ele bonitinho e usei para decorar esse cantinho dedicado às viagens. O criado-mudo estava na varanda mas mudou para o quarto de visitas hoje, feito por mim e pela Elisandra.

Em cima do criado-mudo: caixa feita com miriti (pelo que entendi é a haste de um tipo de palmeira na Amazônia), um anjinho de biscuit (feito pela Silvana, cunhada da Sílvia e da Simone), cachepot pintado a mão (MG). Só um comentário sobre essa violeta... essa violeta é uma vitoriosa. Ela estava praticamente morta, sem raízes, sem esperança, judiadinha. Foi mudar para a nova casa e a danada reviveu e, em menos de dois meses, já está enchendo minha vida de cor e beleza.



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 16h52
[] [envie esta mensagem] []



A morte do porquinho

Lembram do porquinho? Aquele cofrinho que eu tinha comprado para a Letícia (post de 24 de fev)... Então... dia 5 de abril ele foi pro abate... E se alguém acha que a Letícia ficou com dó do porquinho... tá muito enganado! Quebrou sem dó nem piedade!!!

Letícia e minha Batian (minha avó, para os não nipônicos, batian = avó)

Letícia e o porquinho eviscerado rsssssssssssssssss... lindinha...



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 13h05
[] [envie esta mensagem] []



Minha sala é um ecossistema... ou um zoológico?

Esta é minha sala. Sala de tudo - de jantar, de tv... de tudo... dá para ver minhas duas luminárias - uma feita de cipó por índios caigangues (RS) e outra feita com sementes de açaí (feita por mim), que eu chamo de chuva de sementes... dá a impressão que o móbile das galinhas (Recife, PE) está pendurado na luminária, mas não está, não... está pendurado é na cortina. Minha coleção de bonecas em cima da mesa de centro, meus móveis restaurados... e meu ficus! Que hospeda um verdadeiro ecossistema! Eu não sei onde estão, nunca consegui enxergar... mas sei que "alguém" come as folhas do ficus... sei por causa dos ... eca... excrementos de lagartas que todo dia tenho que recolher...

Detalhe da área de tv... com a Dolly (presente da minha mãe), meu coala pendurado no ficus (presente de um amigo da Austrália, Richard), minha casinha de passarinho (com passarinhos dentro), minha arara de Belém, meu leão (presente da Gláucia quando eu fiz 10 anos de idade!!), meu urso (Ravel, presente da Maria do Carmo), minhas galinhas, minhas bonecas e outros bichos mais...

 

E uma última da sala... meu cantinho esotérico... o móvel foi um presente da minha mãe, é uma mesa para guardar telégrafos... não souberam me precisar a idade, mas é bem antiga. A manta é de Antigua (Guatemala), feita em tear, muito linda. O papiro foi um presente do Ahmed (meu amigo egípcio que na época era marido da Keiko, minha irmã de coração), o quadrinho em cima é um São Franciso (Arturo, de Porto Alegre) e o de baixo é um recorte incrível que comprei na Malásia. Em cima do móvel, alguns anjinhos (mostro eles qq dia), baús (idem), pedrinhas e meus castiçais (presente do Rotary Vacaria dos Pinhais quando entregamos a presidência do clube)... Debaixo do móvel, tapete de crochê feito pela minha avó, um baú de madeira compradoo em Antigua (Guatemala), um vaso de cerâmica marajoara comprado in loco (Icoaraci, que aventura) com flores de palha seca de milho (Campo Grande) e minha oncinha (Campo Grande).



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 12h52
[] [envie esta mensagem] []



Um detalhe do pendurico

Lembram da minha cômoda, com o xale-manta do Equador e vaso com astrolégias em cima? Então... naquela foto do quarto não dá para ver muito bem... mas este é um detalhe do meu pendurico feito com pedrinhas coloridas e dois corações... para dar sorte heheheehhehe... discreto, mas dá um toque a mais de vida e mostra que pequenos detalhes fazem a maior diferença!



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 12h30
[] [envie esta mensagem] []



A gente precisa ter muitos amigos artistas para decorar um apartamento...

Já mostrei a vocês quadros das minhas amigas Rosele e Koca... Hoje vou mostrar trabalhos da Stelinha (minha mãe vacariense) e da Nuris (uma senhora de Mendoza, Argentina, que me ensinou técnica de pintura em vitral):

Estas são duas aquarelas pintadas pela Stelinha. Parece até que foram feitas sob encomenda para este cantinho no meu hall. Mas não foram... são muito anteriores à minha mudança de apartamento. Combinaram certinho, né?

Este é um pequeno vitral feito pela Nuris Acosta, de Mendoza. Conheci o trabalho dela numa feira de artesanato e me encantei. De tanto que insisti, ela concordou em me ensinar a técnica. Passei uma tarde muito agradável com ela e a família dela no atelier em uma cidadezinha próxima a Mendoza... e ainda por cima ganhei esse vitral feito por ela, que agora enche de cor a soleira do meu hall.



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 12h27
[] [envie esta mensagem] []



Bem-vindos, espero que gostem do meu trabalho

Que bom que você veio visitar o meu blog!! Entre, fique à vontade, conheça-me através do meu trabalho. Cada peça em casa tem uma história e por isso nunca me sinto sozinha. Cada caixinha, cada bugiganguinha... é uma recordação de um familiar, um amigo, um antigo amor... uma viagem... Espero que goste. Quando puder, venha visitar também pessoalmente em Vacaria, RS.

Regina

(as almofadas: a lisa fui eu que fiz com pontos tipo favo - aqueles que usam nas bombachas de gaúcho, mas muito muito ampliado) a colorida eu comprei no Colobom, em Brasília (Feira de Importados). A manta de sofá é de tear manual de Petrolina, PE. No fundo, as futuras portas do meu guarda-roupas e minhas borboletas...)



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 01h20
[] [envie esta mensagem] []



Meu camarim

Neste cantinho eu me ajeito... O bijougunça escondeitor vocês já conhecem... o "pufe" é uma clonagem do pufe da casa da Lu Gusmão... um colchão de solteiro cortado em três partes... com uma manta colorida (também do Equador e também presente do Adalecio) em cima... e uma caixa com brincos e bijous pequenos. Meu cabideiro em bauer, pintado por mim, meu tapete de lã, minha boneca Gabi (meu anjinho) e minha boneca Paty, de pernas e braços de corda... Atrás do escondeitor, uma dezena ou uma dúzia de bolsas... mostro qualquer hora para vocês... tem várias feitas a mão.



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 01h02
[] [envie esta mensagem] []



Lugar de sonhar...

Meu quarto. Lugar de sonhar e descansar... A colcha é de crochê, presente da minha tia Naná, um trabalho incrível! O tapete é de ponto cruz duplo, feito por mim, pela Cida e pela Elisandra... na cômoda, em cima, uma manta do Equador que, de vez em quanto, faz papel de echarpe... presente do Adalecio... o vaso de astromélias com pendurico de cristais e um quadro em pastel seco da minha amiga Koca Lagranha. A cortina é de tear de Pernambuco e o tapete de tear mas já não me lembro de onde... o cesto é de cipó feito por índios caigangue no Rio Grande do Sul. O cesto exala um cheirinho de mato delicioso.



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 00h50
[] [envie esta mensagem] []



A gente precisa de muitas mãos para decorar uma sala...

Uma visão parcial da minha sala de jantar... tirando o vaso de vidro e o maneki neko, tudo é feito a mão... o quadro grande é do Carlos Rigotti e retrata a deusa Ceres, da Agricultura na mitologia greco-romana. As maçãzinhas são feitas de flor-de-seda e foram um presente da minha mãe. Ficaram incríveis "entrando" no quadro do Rigotti. O vaso traz inscrito "Paciência" em japonês e em inglês... presente do Aldo por ocasião da minha defesa de tese... o porta-trecos eu já apresentei a vocês no passado... o prato de bauernmalerei também... a caixa em cima do aparador (que eu pintei) é de palha de milho e tem lápis, daquels feitos de madeira com cera dentro... são de Caruaru, PE. No canto à esquerda, meu pufe para tirar/ botar sapatos... meus tsurus de origami (feitos por um artesão de Presidente Prudente que mora em Porto Alegre e expõe também na Redenção)... e um quadro de minha grande amiga Rosele.



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 00h39
[] [envie esta mensagem] []



Bonecas de por aí...

Tem coisas que a gente tem e não se dá conta de que tem até que alguém nos diga que a gente tem... pode ser um defeito... uma qualidade... ou um tique... e foi assim com minha coleção de bonecas... estava mostrando este blog a um amigo, que comentou que eu tinha uma linda coleção de bonecas. Eu li de novo o post dele... coleção de bonecas??? eu??? do que ele estava falando??? Foi aí que comecei a olhar em casa... e realmente, tenho uma porção de bonecas, sim... de vários materiais, tamanhos e origens... de 2 a 40 cm... de palha a pano...

Segue uma leva, das bonecas que ficam na mesa da sala... valeu, Patricio, por me apresentar à minha própria coleção de bonecas!!

Esta é chinesa, comprei em Porto Alegre. É daquelas "Mensageiras da Sorte", me dei de presente de aniversário no ano passado. É feita a mão e não há duas que sejam iguais.

Esta é uma série de bonecas russas, daquelas que a gente vai botando uma dentro da outra. São peças típicas da Europa Oriental e estas eu comprei na Calle Florida, em Buenos Aires em 2007.

Esta japonesinha é made in brazil, brinde do restaurante Gendai. "Ganhei" após consumir uns 120 reais de sushi, sashimi e yakisoba. É a boneca mais cara do acervo rsssssssssssssssssssss

Esta é uma chilena, também made in brazil por um casal de chilenos que mora em Porto Alegre e expõe aos domingos no Brique da Redenção. Pelo que entendi, eles são da região sul do Chile e esta boneca é um símbolo de feminilidade, fertilidade.

Esta é provavelmente a mais velha de todas as minhas bonecas. Presente do meu pai, de uma viagem que ele fez a Pousada do Rio Quente... deve ter por baixo uns 20 anos que ela tá comigo...

Fazendo um rápido censo bonegráfico populacional... devo ter umas 20 por aí...



Escrito por Regina Lúcia Sugayama às 23h42
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]